Você é o que come

Nutricionista ajuda a semear bons hábitos e colher saúde

Data de 31 de agosto, que transcorre neste sábado, celebra há 70 anos a atuação do profissional que nos orienta a fazer as melhores escolhas alimentares

Um filme de animação publicado há um semana no Youtube mostra, com delicadeza e profundidade, como um profissional aparentemente distante do nosso dia-a-dia está, na verdade, presente o tempo todo, em qualquer momento da vida. Este profissional é o nutricionista, cujo dia é comemorado neste sábado, 31 de agosto.

Além de ser motivo para celebração, a data também é ótima para reflexão sobre o que estamos comendo, quais alimentos têm sido consumidos pelas pessoas e de que modo estamos todos nos alimentando no Brasil, seja em Belém (PA) ou em Gramado (RS). 
De acordo com a recente Pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), tem alguma coisa errada: o índice de obesidade no País saltou nos últimos 12 anos para 67,8%.

A obesidade e o excesso de peso são apenas dois lados da mesma moeda: a falta de alimentação saudável. E o nutricionista é o profissional mais indicado para mudar essa realidade, agravada pela falta de informação. Muitas pessoas ainda acham que o nutricionista serve apenas para prescrever dietas - um equívoco enorme. A carência desse profissional em qualquer momento da nossa vida está diretamente ligada aos reflexos da má alimentação, que além do sobrepeso provoca doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, hipertensão e até mesmo o câncer.

Este profissional é muito mais necessário do que se imagina. É ele quem monta os cardápios de hospitais, visando sempre fortalecer os pacientes que estão internados. Em escolas, ele dá auxílio para que crianças e adolescentes se alimentem de maneira adequada às suas idades. Para atletas, os nutricionistas montam rotinas de acordo com a quantidade de energia que precisam repor antes, durante e depois dos treinos. Mas ainda hoje são as pessoas que desejam perder peso que mais procuram os nutricionistas - quando procuram.

Alto lá

“O nutricionista é capacitado a personalizar um atendimento de acordo com as especificidades de cada paciente. O que vemos na internet é a influencer compartilhar a própria vida e as pessoas a seguirem. Mas a frustração ocorre porque o metabolismo, a rotina e até mesmo o padrão de vida das pessoas não são os mesmos”, adverte a nutricionista Paula Aires.

“Já tive pacientes que chegaram no consultório dizendo que queriam fazer jejum intermitente (dieta em dias  alternados) e low carb (com baixo carboidrato). Coube a mim, enquanto nutricionista, dar um freio. Porque talvez essas estratégias não sejam para este ou aquele paciente. O indicado é que seja feita uma avaliação, alguns exames e que sejam verificados os hábitos de vida de cada um”, explica.

Paula Aires é proprietária do restaurante Pytaia, onde o público consome, diariamente, dezenas de ‘comidinhas saudáveis’. Cada receita é preparada de acordo com uma dieta. “Algumas são low carb, outras são pra quem faz jejum intermitente e outras são mais ‘pesadas’, para a galera que não faz dieta, mas quer uma comida saudável”, orienta a nutricionista.

Ela mantém ainda o Projeto Detox 21 dias, em que prepara um plano direcionado aos pacientes com ótimos resultados alcançados em três semanas. “Ficamos intoxicados não só com alimentos que comemos, mas até com o ar que respiramos, que é cheio de impurezas. Segundo estudos, o detox precisa ser feito dentro de 21 dias. Seguindo esse modelo, foi que montei esse projeto”, disse.

Semear e colher

O Dia do Nutricionista é comemorado em 31 de agosto por conta da fundação da Associação Brasileira de Nutricionista (ABN) nesta data, no ano de 1949. Setenta anos depois, muita coisa melhorou na rotina desses profissionais, mas ainda falta para a sociedade uma percepção melhor do valor que eles podem agregar à vida de todas as pessoas.  

Sobretudo nos dias de hoje, pois vivemos uma época em que basta um clique e temos acesso a tudo na internet. Isso inclui treinos, receitas e dietas. Com esse boom de informações, muitas pessoas seguem dicas de influenciadores digitais e montam suas rotinas baseadas no que veem, sem consultar um profissional habilitado, que é o nutricionista. 

Mas ele não é apenas o especialista que se deve procurar se você está com sobrepeso. As dietas prescritas corretamente, a alimentação balanceada e a educação alimentar ajudam a prevenir doenças e até a curá-las. A profissão de nutricionista, na verdade, semeia saúde e colhe qualidade de vida.

Escolhas certas

Despertar a consciência aimentar é um dos desafios mais importantes do nutricionista atualmente, pois está claro que existe a necessidade de melhorar os padrões alimentares da população, como alerta a Vigitel, e muitas fontes procuradas para se obter conhecimento sobre dietas oferecem informações erradas e distorcidas, como comprovam as redes sociais.

Há tentativas sendo feitas, mas existe também muita omissão do poder público, que não dá o devido reconhecimento ao profissional. Uma das boas iniciativas é o Observatório de Publicidade de Alimentos (OPA), que fiscaliza a veracidade das informações contidas na propaganda de alimentos, especialmente a publicidade dirigida a crianças. Desde 1990, existe no Brasil uma lei federal que regulamenta a publicidade alimentar, mas dificilmente ela é cumprida.

Por outro lado, se todos os sistemas públicos de ensino mantivessem nutricionistas em seus quadros, na proporção adequada para atender a todos os níveis (infantil, fundamental e médio), os hábitos alimentares da população de crianças e jovens brasileiros seria muito diferente do que é hoje.

Os mais diversos alimentos estão ao alcance de todos, inclusive os que não são adequados à saúde. Ao nutricionista, cabe orientar as crianças sobre as escolhas certas, para lidar com questões como obesidade, desnutrição, intolerância a glúten ou a lactose, restrições alimentares e, simplesmente, maus hábitos, proporcionados, por exemplo, pelo excesso de consumo dos alimentos industrializados e altamente processados, no lugar dos produtos naturais. 

O nutricionista é, por si só, um especialista em equilíbrio, daí sua importância que deve ser reconhecida não apenas a cada 31 de agosto, mas em todos os dias das nossas vidas.

(Por Lays Santos e Mari Leal)
 

Comentários